CRIEI UMA CONTA NO TWITTER. E AGORA?

O Twitter é uma das social media mais usadas na comunicação online das empresas. Porquê? Porque é eficaz. O Twitter traz, de facto, resultados para as empresas. Existem inúmeros casos de sucesso – como também de insucesso. Criei uma conta no Twitter. E agora?

O documentário #LIVE mostra, através de testemunhos de diferentes entendidos na comunicação via Twitter, o poder que esta social media tem nas organizações e no seu desempenho relacional com os públicos. É impossível negar a importância das social media – sobre a qual me debrucei no último post –, no entanto, cada uma tem as suas características e especificidades. Para uma comunicação organizacional eficaz, há que ter atenção às mesmas.

O Twitter tem um fator que, apesar de ser comum a todas as social media, acaba por se destacar – a forma como conecta as pessoas. As funcionalidades desta plataforma permitem retweetar – publicar no próprio perfil, como uma partilha; pôr favorito – que equivale a um like; identificar temas com #hashtags, que entram num ranking nacional e mundial; responder às páginas através do username. E a lista continuaria, desde personalizações de perfil a anúncios.

Principalmente a nível internacional, o Twitter, a par com o Facebook, é a social media de preferência para a difusão de assuntos, temas e movimentos – “spread all over the world”. Antigamente, as pessoas conversavam entre si, nas ruas, nas mercearias, às janelas. Hoje os conteúdos são partilhados e disseminados pelas teclas dos computadores e os touch dos smartphones e tablets. Há, então, esta vantagem que não é uma novidade criada pela era digital – a necessidade de falar, de conversar, de conectar.

De seguida, para responder a esta tendência de as pessoas partilharem histórias entre si, os profissionais de Relações Públicas recorrem ao storytelling – contar uma história, que envolva o público, que o faça sentir parte dela. Este é um processo contínuo, que resulta também da interação do público, pelo que se pode definir como um trabalho em conjunto – mesmo que o público não saiba dessa sua contribuição fundamental para o sucesso dos tweets da organização.

O storytelling tem de ter conteúdo pertinente e atual para que o público possa identificar-se e interagir com os tweets da organização. Portanto, não basta que o storytelling exista – este deve ser pensado pelos profissionais de RP como um processo criativo, de acordo com os valores da organização e as necessidades dos utilizadores online. E não acaba quando o tweet é publicado – pelo contrário, só termina quando não é mais partilhado. Desta forma, o tweet é apenas o início, lançado pela organização; o resto é conduzido pelas partilhas e likes do público.

Este processo exige, então, uma preparação dos gestores de social media e criadores deste conteúdo inovador, para serem capazes de dar uma resposta quase imediata ao público. Veja-se, por exemplo, o tweet da OREO em resposta a uma falha de eletricidade num dos maiores acontecimentos anuais, a SuperBowl. Pertinente, criativo, inovador. Resultou em 10 000 retweets, 18 000 likes e 5 000 partilhas no Facebook em pouco tempo. Esta foi uma publicação que pôs a empresa na ribalta online, sem ser necessário recorrer a um grande investimento financeiro.

Do ponto de vista pessoal, o Twitter é uma plataforma onde as pessoas se expressam. Desta forma, uma organização pode perceber sobre que género de conteúdo as pessoas se querem expressar e levarem a sua comunicação nesse sentido. As campanhas visam iniciar uma conversa; é como perguntar “Está tudo bem?”, “Vais dormir?”, “Estás a arranjar-te para sair?”. As organizações vêm aquilo sobre o qual as pessoas se expressam e o que gostam de partilhar, de forma a os profissionais de RP serem capazes de produzir conteúdo que leve à interação e ao envolvimento do público com os tweets das empresas.

Em conclusão: o que fazer depois de criar uma conta no Twitter? Do ponto de vista organizacional, é essencial: criar uma história que se espalhe pelas pessoas, com que estas se identifiquem e que faça sentido para elas, através da criação de conteúdo criativo sobre o qual as pessoas se queiram expressar. Simples? O primeiro passo é: sign up.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s